Renata Lemos, a artista das mechas do Blowout da Armando Lombardi

Renata Lemos Blowout Armando Lombardi

Difícil imaginar que com 12 anos de idade, alguém já tenha um sonho de carreira. Mas foi assim com Renata Lemos, colorista do Blowout da Armando Lombardi, que após mais de 20 anos como cabeleireira, se diz realizada, mas com ainda muito a aprender. A profissional, formada pelo instituto Jacques Dessange, possui especialização em colorimetria, alisamento e seu grande diferencial, as mechas.

Renata utiliza a técnica francesa para balayagem, sem papel ou plaquete. O resultado? “O efeito fica exatamente como a cliente quer, pois a técnica dá liberdade para fazer um trabalho mais artesanal”, Renata explica. A vantagem desse tipo de balayagem é a possibilidade de mechas mais marcadas, mais naturais, a partir da raiz ou só nas pontas, em uma infinidade de estilos.

Outro serviço de Renata que está fazendo sucesso são as mechas invertidas, utilizadas para deixar os cabelos brancos mais charmosos com mechas mais escuras, dando um efeito grisalho. E o serviço é mais pedido, acredite, pela ala masculina: “hoje em dia os homens estão muito mais vaidosos e as mechas invertidas rejuvenescem, além de dar um charme a mais. Eles adoram!”, diz Renata.

Toda essa expertise de Renata é inspirada, segundo ela, pelos hairstylists Branca di Lorenzo e João Bosco, seus “professores”, como ela gosta de chamar. E ela colhe bons frutos: já passaram por suas mãos famosos como Cristiana Oliveira, Ana Carolina, Thiago Lacerda e Glória Menezes, sua ex-chefe e cliente.

Para o futuro, Renata pretende finalmente se especializar em corte, para enfim dominar todas as áreas da carreira que é o seu dom. “Meu objetivo é continuar fazendo o que eu amo e me especializar em cada vez mais técnicas e serviços diferenciados, para deixar as minhas clientes mais felizes, e assim eu fico mais feliz também”, conta Renata.

Conheça Mônica Cazuza, especialista em megahair do Blowout da Armando Lombardi

Mônica-Cabeleireira-Unidade-Armando-Lombardi-620x612

Essa carioca leva o nome de um poeta no sobrenome. Vaidosa desde a infância, adorava brincar de pentear os cabelos das bonecas, das amigas e da família. Com toda essa vocação desde pequena, descobrir o que seria quando crescesse foi fácil. E assim hoje as apaixonadas por beleza podem ter Mônica Cazuza como sua profissional do coração dando-lhes o que há de melhor em expertise nas áreas de coloração, mechas, mega hair e implante capilar, no Studio Blowout (unidade Armando Lombardi), na Barra da Tijuca.

Formada pelo Senac e tendo realizado cursos na L’Oreal Professionel, Wella, Redken (em coloração Chromatics), Mônica mantém uma cadeira cativa no mesmo endereço desde o início de sua carreira. Antes de chegar o Studio Blowout, ela já encantava muitos clientes dos outros salões que por ali fizeram sucesso também como Jean Ives, Glória Menezes e Studio Platine. Com 12 anos de experiência, Mônica sempre trabalhou com beleza. O começo de sua trajetória como especialista foi na função de assistente. Seu maior incentivo e influência para apostar na carreira vieram de uma pessoa muito especial. “Quem sempre me incentivou na carreira dela foi a Glória Menezes, que já foi dona do salão e também minha cliente”, declara. Aliás, não foi apenas uma das maiores estrelas da TV que já experimentaram as habilidades de Mônica. A expert já atendeu Reginaldo Farias que, recentemente, fez mechas invertidas grisalhas para o seu novo personagem em “Jóia Rara”, Flávia Alessandra, Daniele Valente e Giovana Antonelli.

Essa legião de fãs se deve ao seu profissionalismo, vontade de sempre aprender, buscar novidades e continuar na luta para se destacar em um dos setores mais competitivos do país. “Quero continuar trabalhando no Blowout, aprendendo, fazendo mais cursos na área e me especializando cada vez mais”, afirma. Com tanta determinação, não tem como duvidar de que ela irá conseguir.

Cabelos lindos no verão com as dicas do tricologista Flávio di Rezende (da Armando Lombardi)

Hair copy

Manter os cabelos lindos no verão não é tarefa fácil. Com a nova rotina de mar, sol e piscina, quem sofre são as madeixas, que ficam ressecadas e bastante danificadas. Por isso, o visagista clínico, tricologista e terapeuta capilar Flávio di Rezende, do Blowout da Armando Lombardi, deu algumas dicas para você manter (e recuperar) a saúde dos fios na estação mais quente do ano.

O primeiro passo, segundo Flávio, é se preparar com a ingestão de muito líquido e uma boa alimentação, afinal, a hidratação começa de dentro para fora. Manter os mesmos horários para se alimentar e dormir também ajudam a manter cabelos e corpo mais bonitos e saudáveis.

Um dos maiores vilões dessa época é o sol, que deixa os cabelos fracos e quebradiços. Além disso, os raios UVA podem mudar a cor dos fios, desbotando os tingidos e amarelando os loiros. “A radiação ultravioleta degrada a matriz do fio (formada por um “cimento” de ceramidas que une as cutículas), impedindo a retenção de água. O resultado são cabelos ásperos, ressecados, sem brilho e com pontas duplas”, Flávio explica.

Uma dica é apostar nos xampus e condicionadores com proteção solar, mas Flávio lembra que só esses produtos não são suficientes para uma proteção efetiva: “Uma vez que são produtos enxaguados, após o uso é certo que percam muito a proteção fornecida. Acredito mais nos produtos de proteção solar que não tenham enxágue. Estes sim proporcionam uma proteção solar mais efetiva e duradoura”, afirma o tricologista. O protetor solar para cabelos deve ser reaplicado sempre após sair do mar ou piscina.

O sal e o cloro também agridem e danificam os fios e os deixam mais suscetíveis à quebra, ressecamento e pontas duplas. Já no couro cabeludo, pode aparecer a caspa, dermatites seborreicas, descontrole da produção sebácea e até mesmo a queda. Para recuperar os fios destes problemas, Flávio indica sempre a consulta com um tricologista ou terapeuta capilar.

Mas no geral, pode-se tomar alguns cuidados específicos para cada tipo de cabelo: “Cabelos tingidos e mistos (raiz oleosa e pontas secas) precisam de produtos específicos com vitamina E, antioxidantes e filtros solares. Já os cabelos cacheados são mais delicados nas altas temperaturas, pois o ressecamento e a quebra são maiores; seus produtos devem conter agentes hidrantes, restauradores e proteínas como a ceramidas”, Flávio indica. Em todos os tipos de cabelos, aposte nos reparadores de pontas para evitar as temidas pontas duplas, e diminua o uso de secador e prancha, que podem piorar o ressecamento.

 

 

Corte de cabelo infantil: veja as dicas para meninas do hairstylist Marcelo Carneiro

corte cabelo meninas crianças marcelo carneiro blowout

Quando a criança ainda é nova, por volta dos seis anos de idade, os cuidados com os cabelos ainda dependem dos pais. Alguns optam por cortar os fios das meninas bem curtinhos, para facilitar o dia a dia. Outros preferem mantê-los longos, ainda que dê mais trabalho.

Apesar de lindo, o cabelo comprido não é a opção mais prática nem para a criança e nem para os pais. Ele pode atrapalhar na hora de brincar, enroscar facilmente, é fácil de embaraçar e muito mais difícil de manter, pois requer escovação mais frequente.

“O corte mais indicado para meninas na faixa dos seis anos de idade é o Chanel curto. Além de facilitar muito os cuidados, manter o cabelo na altura dos ombros durante a idade escolar torna mais fácil o controle de piolhos e lêndeas, que são comuns nessa fase”, afirma o hair stylist Marcelo Carneiro, aqui do Blowout.

Segundo ele, crianças também têm de receber cuidados especiais com o cabelo. Ele indica o uso de shampoo, condicionador e creme para pentear sem enxágue de linhas infantis. Além disso, fazer hidratação caseira com produtos leves voltados para crianças também é indicado a cada 15 dias.

No entanto, o hair stylist é contra o uso de químicas no cabelo infantil. “Mechas e alisamentos só devem ser feitos quando elas já forem adultas. Tudo tem seu tempo”, defende. Gostou das dicas?

Matéria original publicada no site Bolsa de Bebê

Descubra o tom ideal de ombré hair para os seus cabelos com as dicas de Kátia Freitas

ombre hair katia freitas blowout

Os cabelos coloridos com ombré hair vieram para ficar e todas as mulheres querem aderir ao estilo. Mas com tantos tons e tipos de cabelos diferentes, surge a dúvida: será que eu fico bem com ombré hair? A especialista em coloração Kátia Freitas contou à Toda Teen os segredinhos para o ombré hair perfeito, e você confere as dicas aqui:

Tons ideais

Muita gente acha que existe uma fórmula exata para chegar ao tom ideal das mechas do ombré hair em cada cor de cabelo. Mas não é bem assim! Kátia diz que essa técnica é bem democrática, portanto quem tem o cabelo preto, castanho ou castanho claro pode apostar sem medo.

E qual o segredo para saber o tom ideal das mechas? “O importante é obedecer ao tom da pele e cabelo para não criar um contraste muito forte. No caso, entre o preto e o castanho, as mechas podem chegar aos tons amadeirados, que ficam muito bem”, explica a hair stylist.

Outras cores de cabelo 

Algumas meninas que têm os cabelos em tons de loiro ou avermelhados ficam na dúvida se podem apostar no ombré hair também. E a resposta é: claro que sim! “Quem tem o cabelo aloirado pode apostar entre dois e três tons de abertura das mechas, criando um efeito blond. Já para os avermelhados, o ideal é apenas um tom mais claro”, diz Kátia.

Cuidados

O processo de clarear as mechas no ombré hair precisa de um cuidado especial, independente do tom que você quer chegar. Como o cabelo é, na maioria das vezes, descolorido, a profissional indica algumas técnicas que ajudam os fios a não ficarem detonados: “É sempre bom indicar uma reconstrução, que acaba sendo um tratamento mais completo”, diz. Quando as mechas são descoloridas, a hidratação não recupera o cabelo por completo, por isso é indicado um tratamento mais profundo!

Matéria original publicada no site Toda Teen 

Veja as dicas de Marcelo Carneiro para cuidar dos cabelos mistos

cabelos mistos blowout marcelo carneiro

Cabelos muito secos ou muito oleosos são sempre um problema. Mas e quando é os dois? O desafio é ainda maior por unir duas características opostas. Segundo Marcelo Carneiro, aqui do Studio Blowout, o cabelo misto apresenta raiz oleosa e comprimento ressecado. “Isso pode deixar o fio sem brilho e com aparência opaca”, explica o especialista. A grande dúvida fica em: como eliminar a oleosidade sem ressecar as pontas e como hidratar as pontas sem deixar os fios ainda mais oleosos.

“Manter a assepsia do couro cabeludo oleoso é fundamental para quem tem cabelo misto e é até melhor priorizar a raiz no cuidado dos fios, já que a hidratação das pontas é tarefa mais simples”, diz Marcelo.  Ele recomenda a utilização de um xampu de limpeza profunda uma vez por semana para remover as impurezas que tendem a acumular mais em raízes oleosas. Além disso, a dica é lavar os fios diariamente – “essa história de que não pode lavar todo dia é mito”, diz o especialista – e escolher xampus antioleosidade ou próprios para cabelo misto.

Com a “ação de choque” contra a oleosidade na raiz, as pontas do cabelo misto podem ficar ainda mais ressecadas. Mas, antes de tudo, é importante ter em mente: cremes, óleos, séruns e outros produtos de propriedade hidratante jamais devem encostar na raiz dos fios. Marcelo recomenda aplicar uma potente máscara de hidratação (como a MoroccanOil, por exemplo) no banho mesmo, sempre que puder. E não se esqueça dos tratamentos no salão!

Matéria original publicada no site GNT

Kátia Freitas atualiza sua técnica de corte em Buenos Aires

A profissional Kátia Freitas, aqui do Studio Blowout, está de malas prontas, e, em junho, segue viagem para Buenos Aires!

katia freitas

Na terra do tango, a hair stylist irá atualizar sua expertise na academia Llongueras. Kátia, que já coleciona cursos na L’Oreal, Pivot Point e Tony & Guy, busca diferentes técnicas de corte e as novas tendências dos fios. “Tento sempre estar um passo a frente”, ela comenta.

E quem ganha são as suas clientes, entre elas Gloria Pires, Gloria Menezes, Carla Marins e Adriana Birolli.  E você, já experimentou os cuidados de Kátia Freitas nos seus cabelos? Marque o seu horário na unidade Érico Veríssimo e aproveite!

Sua coloração deu errado? Veja as dicas de Kátia Freitas para consertar o estrago

pintando cabelos

Cansou do visual, não vê a hora de colorir os cabelos, mas o dinheiro ou o tempo estão curtos para procurar um salão? Essa é uma situação comum e que leva algumas mulheres a optarem por fazer a transformação de forma caseira. “Para o cabelo ficar cabelo bonito, certifique-se de tudo antes, porque em casa você não tem um profissional e precisa tomar cuidado”, aconselha a especialista em coloração Kátia Freitas, aqui do Blowout. De acordo com ela, é necessário comprar a quantidade certa de coloração para o comprimento dos seus cabelos e, na dúvida, optar sempre pelo excesso do que pela falta. A profissional frisa ainda que é importante ter uma máscara ou outro produto de hidratação às mãos para repor a água das madeixas e deixá-las mais saudáveis e com aspecto bem cuidado depois do tingimento.

Se você não seguiu esses conselhos antes do procedimento, pode ter passado por alguns problemas que afetam o resultado final. A gente tenta te ajudar a resolver os mais comuns:

Tingiu, mas o cabelo ficou mais claro

Se o cabelo ficou mais claro do que você esperava, o erro não é tão preocupante quanto parece, afinal, é mais fácil escurecer do que clarear. “Esse caso é mais fácil. Você vai comprar o mesmo produto e tom, mas com uma volumagem diferente da água oxigenada”, indica Kátia.

A cor ficou escura demais

“Infelizmente, nesse caso não tem muito o que fazer, é necessário aguardar o desbotamento”, diz Kátia. Para acelerar o processo, ela indica o uso de um xampu de limpeza, mas só se os fios estiverem fortes e bem hidratados, caso contrário podem ressecar ainda mais. Você pode ainda ir ao salão fazer uma decapagem, que retira a coloração dos fios. Mas saiba que o procedimento deixa os cabelos detonados.

O cabelo ficou manchado

Você coloriu os fios e tudo parecia perfeito, até bater a luz e notar falhas na cor? Não se desespere, tem solução. “Nesse caso você terá que retocar as partes onde o tom não pegou, e deixar agir normalmente”, indica Kátia. Ela diz que o melhor a fazer é aplicar o produto onde não pegou e, entre 10 e 5 minutos antes de retirá-lo, emulsionar todo o cabelo. “Você mistura a sobra da tinta com um pouco de água, deixando um pouco mais líquido para poder espalhar”, complementa.

Matéria original publicada no site Daqui Dali

Copie já as dicas de Charles Fabiano para a revista Capricho!

Mais uma vez o Studio Blowout foi destaque na mídia! Na revista Capricho da primeira quinzena de maio, o hairstylist Charles Fabiano participou de uma super matéria com 10 dicas de ouro para ter os cabelos perfeito cuidando em casa! É claro que os cuidados no salão são essenciais (aliás, já fez uma visita ao Blowout?), mas você pode aproveitar as dicas para quando lavar e secar os cabelos no dia-a-dia. Clique para ampliar e confira:

Clipping Capricho - Blowout [05-05-13] Capa

Clipping Capricho - Blowout [05-05-13] 1 Clipping Capricho - Blowout [05-05-13] 2

Dicas de make para noivas (by Guerreiro)

noiva

Maio é o mês das noivas e aqui no Blowout você encontra os melhores serviços para o seu grande dia! Uma maquiagem perfeita e harmoniosa é essencial para deixar a noiva ainda mais incrível. Afinal, de nada adianta escolher um supervestido e fazer o cabelo perfeito, mas dar aquela escorregada no make, com uma cor que não te valoriza.

Apesar deste ser um evento em que se pode ousar, o maquiador Jhow Guerreiro, do Blowout Érico Veríssimo, diz que o visual da noiva deve ser mais clássico e limpo. “A maquiagem tem que ser atemporal, senão quando for pegar o álbum desse casamento10 anos para frente, você pode se arrepender profundamente. O melhor é atualizar os clássicos”, aconselha.

À prova de choro

É quase certo que a noiva vai chorar no casamento, além de dançar e ficar longas horas sem poder dar um retoque no visual, então aumentar a durabilidade do seu make é indispensável. Guerreiro ensina que passar uma toalhinha gelada pela pele, cerca de cinco minutos antes de começar pode ajudar a fechar os poros e aumentar o tempo de vida dos produtos. “Faça uma boa limpeza na pele e aplique um primer, deixe a pele absorver bem”, completa.

Para o batom durar mais, Jhow diz que a famosa técnica de passar corretivo nos lábios deve ser deixada de lado. “Mais efetivo mesmo é usar um lápis na boca toda e passar o batom por cima, isso vai fazer com que ele segure mais”, indica.

Muito cuidado ao usar cores muito sólidas e pigmentadas, como rosas, vermelhos e arroxeados, como adverte Guerreiro: “tem que ter cara de noiva”, reforça. Para o delineador e máscara, Guerreiro diz que apostar no visual retrô pode ser uma boa pedida, com o tradicional olho “gatinho”. “Não esqueça de passar máscara também nos cílios inferiores, que abre bem os olhos e não vai pesar muito”, complementa.

Fonte: Daqui Dali (com consultoria do maquiador Jhow Guerreiro)